De Povos Indígenas no Brasil

Noticias

Incêndio criminoso destrói construções tradicionais na Aldeia Multiétnica Filhos da Terra, em Guarulhos (SP)

06/04/2021

Fonte: Conselho Indigenista Missionário - https://cimi.org.br



Indígenas da Aldeia Multiétnica "Filhos dessa terra", em Guarulhos, foram surpreendidos por um incêndio criminoso no último domingo (4). Em nota, o Conselho Indigenista Missionário - Cimi Regional Sul repudia os ataques e cobra do poder público a demarcação do território. Leia e ajude a denunciar!

NOTA DE REPÚDIO AOS ATAQUES À ALDEIA MULTIÉTNICA "FILHOS DESTA TERRA", NO MUNICÍPIO DE GUARULHOS, SP

O Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Regional Sul, vem a público repudiar o ataque sofrido pela Aldeia Multiétnica Filhos Desta Terra, ocorrido no último dia 04, que ocasionou a queimada de três casas, decorrente de um incêndio criminoso. Assim como, repudiar o descaso e omissão da prefeitura do município de Guarulhos e da Funai, sobre a proteção territorial que se faz necessária para a segurança do território e da vida dos indígenas que ali se encontram.

Com famílias dos povos Tupi, Pankararé, Pankararú, Xucuru de Urorubá, Kaimbé, Wassu Cocal, Guajajara e Kariri Xocó, a Aldeia Multiétnica Filhos Desta Terra é uma retomada territorial como parte da organização dos povos indígenas presentes no contexto urbano da cidade de Guarulhos, que desde 2017 vivem nessa área, com dificuldades de políticas específicas, infraestrutura e saneamento básico.

As casas que foram queimadas, foram construídas pelos indígenas de forma tradicional, sendo utilizadas pela comunidade como espaço para a realização de rituais tradicionais, fortalecimento espiritual, encontros e reuniões, sendo um espaço utilizado por cada povo e também de forma multiétnica.

O ataque sofrido pela Aldeia Multiétnica evidencia o descaso e a morosidade da Prefeitura de Guarulhos e da Funai em oficialmente reconhecer o território como Reserva Indígena, garantindo a proteção territorial a essa área, que se encontra vulnerabilizada e sem demarcação física. A comunidade está cansada de se sentir ameaçada e de ficar sem respostas dos órgãos competentes.

O Conselho Indigenista Missionário, Regional Sul, reafirma seu compromisso na defesa dos direitos dos povos indígenas e da importância dos seus territórios para a defesa da vida e do bem viver.

Chapecó, SC, 06 de abril de 2021

Conselho Indigenista Missionário
Regional Sul



https://cimi.org.br/2021/04/incendio-aldeia-multietnica-guarulhos/
 

Las noticias publicadas en el sitio Povos Indígenas do Brasil (Pueblos Indígenas del Brasil) son investigadas en forma diaria a partir de fuentes diferentes y transcriptas tal cual se presentan en su canal de origen. El Instituto Socioambiental no se responsabiliza por las opiniones o errores publicados en esos textos. En el caso en el que Usted encuentre alguna inconsistencia en las noticias, por favor, póngase en contacto en forma directa con la fuente mencionada.