De Povos Indígenas no Brasil

Noticias

Tuxaua indígena é executado a tiros perto de casa, em Manaus

06/08/2019

Fonte: G1 - https://g1.globo.com



Carlos Alberto de Souza, registrado pela Funai como Mackpak, saía de casa para comprar pão, segundo a Polícia Civil.

Um Tuxaua, indígena da etnia Apurinã, de 44 anos, foi executado a tiros na manhã desta terça-feira (6). Ele foi baleado perto de casa, em um conjunto habitacional no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte de Manaus.

Carlos Alberto de Souza - ou Mackpak, segundo seu registro indígena na Funai -, saiu de casa para comprar pão pouco antes das 8h. Depois de caminhar alguns metros pela via, dois suspeitos se aproximaram a pé e atiraram contra o indígena.

Segundo a perícia, o corpo do tuxaua tinha mais de dez perfurações, que podem ser de entrada ou saída. Estima-se, inicialmente, que foram, ao menos, cinco tiros. O resultado sairá após exame de necrópsia.

O Tuxaua - cargo que atua como liderança dentro de uma comunidade - morreu no local. Segundo sua namorada, ele era a favor da invasão de terras no "Cemitério dos Índios", que também fica na Zona Norte de Manaus, e devia sofrer ameaças.

"Eu só sei uma coisa: estão matando os indígenas. Tem alguém ameaçando eles, pois tão (sic) matando os indígenas. Ele era tuxaua, uma liderança daqui. Ele apoiava a invasão [Cemitério dos Índios]", disse a mulher, que preferiu não se identificar.

A região citada pela namorada, que não quis se estender no assunto, é o "Cemitério dos Índios", uma área de invasão localizada na Zona Norte de Manaus. A região e o imbróglio de posse são monitorados por órgãos federais. Lideranças indígenas defendem que a área, hoje alvo de invasões e depredações, lhes é de direito ancestral e tentam obter posse legítima da terra.

A dupla de atiradores, após a execução, abordou um homem que passava de moto pelo local, roubou o veículo e fugiu. Ainda segundo a polícia, três camisas que foram deixadas próximo ao local do crime e que podem ter sido usadas pelos criminosos foram recolhidas.

O corpo do tuxaua foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML). O caso ficará sob responsabilidade da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que esteve presente no local e colheu informações para dar início às investigações.


https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2019/08/06/tuxaua-e-morto-a-tiros-em-manaus-e-namorada-apela-estao-matando-os-indigenas.ghtml
 

Las noticias publicadas en el sitio Povos Indígenas do Brasil (Pueblos Indígenas del Brasil) son investigadas en forma diaria a partir de fuentes diferentes y transcriptas tal cual se presentan en su canal de origen. El Instituto Socioambiental no se responsabiliza por las opiniones o errores publicados en esos textos. En el caso en el que Usted encuentre alguna inconsistencia en las noticias, por favor, póngase en contacto en forma directa con la fuente mencionada.