Foto: Marlinda Melo Patrício, 1999

Kuruaya

  • Outros nomes
    Xipáia-Kuruáia, Kuruaia
  • Onde estão Quantos são

    PA159 (Funai/Altamira, 2010)
  • Família linguística
    Munduruku

Introdução

Na história do contato com o colonizador, os Kuruaya sofreram uma desestruturação da vida em suas aldeias no rio Curuá, devido ao trabalho forçado nos seringais e castanhais. Nos séculos XVIII e XIX, foram conduzidos pelos jesuítas em descimentos forçados até a aldeia-missão Imperatriz ou Tauaquara, que veio a ser o embrião da cidade de Altamira. As conseqüências desse processo foram desastrosas e os Kuruaya chegaram a ser considerados extintos na década de 1960. Nos anos seguintes, tiveram sua indianidade questionada ou ignorada, mas a conquista de suas terras garantiu o reconhecimento de sua identidade étnica. Hoje vivem num movimento pendular entre a aldeia e a cidade, buscando assegurar seus direitos de cidadão indígena.