Foto: Isaac Amorim Filho

Matis

  • Outros nomes
    Mushabo, Deshan Mikitbo
  • Onde estão Quantos são

    AM457 (Siasi/Sesai, 2014)
  • Família linguística
    Pano

Localização

 A área ocupada pelos Matis é uma faixa que se estende do médio Ituí, passando pelo alto Coari (afluente da margem direita do Ituí) até o médio rio Branco (afluente da margem esquerda do Itacoaí). Essa área situa-se dentro dos limites da Terra Indígena Vale do Javari.

A TI Vale do Javari é a segunda maior área indígena do Brasil e está situada na região do alto Solimões, no sudoeste do estado do Amazonas, próxima à fronteira do Brasil com o Peru. Esta área foi reconhecida como Terra Indígena em 1999, demarcada fisicamente em 2000 e homologada em maio de 2001. Abrange áreas drenadas pelos rios Javari, Curuçá , Ituí, Itacoaí e Quixito, além dos altos cursos dos rios Jutaí e Jandiatuba, compreendendo terras dos municípios brasileiros de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença e Jutaí.

Para mais informações sobre índios isolados, acesse a seção do site sobre o assunto.


Além dos Matis, outros povos vivem nesse território, como é o caso dos Kanamari e Tsohom Djapá (falantes de línguas da família Katukina), Marubo, Matsés (Mayoruna), Kulina Pano e Korubo (cujas línguas pertencem à família Páno). Há também a presença de cerca de oito grupos indígenas isolados.

Com base em levantamentos realizados por várias instituições atuantes na região, a população da área está em torno de 3.500 índios, considerando somente os grupos contatados [dados de 2006]. Se incluirmos as melhores estimativas para os grupos isolados, de presença confirmada, este número poderia aumentar em mais algumas centenas de pessoas. Os povos indígenas do Vale do Javari possuem traços sócio-culturais semelhantes, mas também apresentam diferenças significativas entre si.