Foto: Delvair Montagner, 1975

Marubo

  • Outros nomes
  • Onde estão Quantos são

    AM2.008 (Siasi/Sesai, 2014)
  • Família linguística
    Pano

Demografia

O quadro abaixo dá uma idéia do crescimento da população marúbo ao longo do último quarto do século XX. Foi copiado, com adaptações, de levantamento do antropólogo Walter Coutinho Jr., que distribuiu os grupos locais em quatro setores, entre os quais existe um acentuado intervalo espacial:

a) no rio Ituí, logo acima da foz do rio Novo de Cima, próximo de um posto da FUNAI originalmente criado para a atração dos Matís;

b) no mesmo rio, acima da confluência com o Paraguaçu, até as cabeceiras, inclusive a concentração de malocas da sede missionária de Vida Nova;

c) no rio Curuçá, logo acima da foz do Pardo, onde estava um posto de atração, até uma concentração de grupos locais conhecida por São Sebastião, abaixo da foz do Arrojo;

d) no igarapé Maronal, afluente do alto Curuçá. A coluna referente ao ano de 1998 se deve a censo do etnólogo Javier Ruedas.

Rios

Setores

Anos

 

 

1975

1978

1980

1985

1995

1998

Rio Ituí

a) Foz do Rio Novo de Cima

21

26

65

114

88

b) Acima foz do Paraguaçu

227

253

254

289

344

380

Rio Curuçá

c) Entre fozes Pardo e Arrojo

91

66

53

86

133

182

d) Igarapé Maronal

141

110

116

149

204

231

 

Outros

10

12

5

23

37

Total

 

397

462

460

594

818

918

Em 2000, a população total era 1,043. Mas não há nenhuma especificação assim como as diferentes regiões relacionadas. Os casamentos interétnicos, com brancos ou índios de outras etnias, constituem uns poucos casos.