News

Educação Escolar Indígena é debatida em conferência em Goiás

23/08/2017

Fonte: Goiás Agora goiasagora.go.gov.br



O Estado de Goiás está realizando, entre os dias 22 e 24 de agosto, a etapa regional da II Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena (Coneei). O evento acontece na Pousada dos Pirineus, em Pirenópolis, e reuni comunidades educativas indígenas do Distrito Federal, Maranhão, Mato Grosso Tocantins e Goiás, totalizando a participação de 145 delegados indígenas e 60 delegados institucionais. Já a etapa nacional será no mês de dezembro, em Luziânia.

A conferência regional é organizada pela Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce), por meio da Superintendência de Ensino Fundamental/Gerência de Educação do Campo, Indígena e Quilombola. O objetivo do evento é discutir a realidade da educação indígena, bem como avaliar os seus avanços, impasses e desafios. Também visa construir propostas para a consolidação da Política Nacional de Educação Escolar Indígena e ampliar o diálogo para a construção de regime de colaboração específico sobre o tema.

Serão abordados cinco eixos temáticos: a Organização e Gestão da Educação Escolar Indígena, as Práticas Pedagógicas Diferenciadas na Educação Escolar Indígena, a Formação e Valorização dos Professores Indígenas, as Políticas de Atendimento à Educação Escolar Indígena na Educação Básica e o Ensino Superior e Povos Indígenas.

A Seduce vai participar da conferência com quatro delegados institucionais e 15 indígenas, representando as etnias Iny/Karajá (4), Tapuia (4), Avá-Canoeiro (2), Tapirapé (2) e Xavante (3). Durante o evento, as comunidades educativas apresentarão os avanços obtidos em Goiás, como a abertura de escola em território Avá-Canoeiro, o fortalecimento do ensino da língua Iny Rybè na comunidade educativa Iny/Karajá e a contratação de professores intérpretes. Também falarão sobre a realização de concurso público e o projeto de melhorar a infraestrutura das unidades.

Dados do Censo Escolar de 2014 indicam a existência de 3.085 escolas indígenas no Brasil. Em Goiás, há duas escolas e uma extensão escolar indígena: Escola Estadual Indígena Maurehi, em Aruanã (GO); Escola Estadual Indígena Cacique José Borges, em Rubiataba (GO); e a Extensão Escolar Avá-Canoeiro Ikatote, em Minaçu (GO). Juntas, elas atendem a 109 estudantes de seis etnias diferentes. O quadro docente possui 37 professores.

Etapa nacional

Após a realização da etapa estadual, Goiás também deve receber representantes do país inteiro para a etapa nacional da II Coneei. O evento será realizado de 12 a 14 de dezembro, no município de Luziânia. Os representantes regionais que participarão da próxima etapa (cinco delegados indígenas e um institucional) serão escolhidos na conferência de Pirenópolis.

A realização da II Coneei atende a uma determinação da Constituição Federal, da Lei de Diretrizes e Bases (LDB), e da Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que preveem a participação dos povos indígenas na formulação, desenvolvimento e avaliação das políticas públicas que lhes dizem respeito, em especial às políticas de Educação Escolar Indígena.


http://www.goiasagora.go.gov.br/educacao-escolar-indigena-e-debatida-em-conferencia-em-goias/
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source

Related news