Noticias

Concerto para Povos Indígenas recebe índio flautista Anuiá Amarü

19/08/2017

Autor: Mariana Gonçalves

Fonte: O Globo blogs.oglobo.globo.com



Os 52 músicos da jovem Orquestra Sinfônica Cesgranrio fazem, neste dominfgo, uma única apresentação, inédita, na Sala Cecília Meireles: o Concerto para Povos Indígenas, sob a regência do seu maestro Eder Paolozzi. O programa inédito, a partir das 11h, apresenta o índio flautista da etnia Yawalapti, Anuiá Amarü; a obra inédita no Brasil, Masiá Mujú" (1987), da compositora uruguaia Beatriz Lockhart, com participação da flautista carioca Sofia Ceccato; "Uirapuru" (1917) de Heitor Villa-Lobos; a suíte "Pássaro de Fogo" (versão de 1919), de Igor Stravinsky.

- Nossa intenção é homenagear e contribuir com a valorização da cultura indígena, que é um dos pilares fundamentais da cultura brasileira, muitas vezes esquecida. Trouxemos o intérprete indígena que abre o concerto, o flautista Anuiá Amarü, que vai executar obras de sua autoria, além de conviver conosco num intercâmbio da sua cultura musical com os membros da nossa orquestra - adianta omaestro e diretor artístico da Orquestra, Eder Paolozzi.

A abertura do concerto, com preços populares, conta com a participação especial do flautista Anuiá Amarü, índio do Alto Xingu que apresenta obras de sua autoria em uma flauta construída por ele mesmo. E pela primeira vez no Brasil, "Masiá Mujú" é concertino para flauta e orquestra inspirado nas melodias da cultura indígena venezuelana.

O repertório ainda inclui "Uirapuru" (1917) de Heitor Villa-Lobos, que retrata o ambiente da floresta e os seus habitantes: os índios. A terceira obra selecionada pelo maestro Eder Paolozzi para este programa é a suíte do "Pássaro de Fogo", de Igor Stravinsky, em sua versão de 1919. A obra se inspira na lenda eslava da Fênix, que renasce das cinzas.



http://blogs.oglobo.globo.com/saideira/post/concerto-para-povos-indigenas-recebe-indio-flautista-anuia-amaru.html
 

Las noticias publicadas en el sitio Povos Indígenas do Brasil (Pueblos Indígenas del Brasil) son investigadas en forma diaria a partir de fuentes diferentes y transcriptas tal cual se presentan en su canal de origen. El Instituto Socioambiental no se responsabiliza por las opiniones o errores publicados en esos textos. En el caso en el que Usted encuentre alguna inconsistencia en las noticias, por favor, póngase en contacto en forma directa con la fuente mencionada.

Noticisa relacionadas