From Indigenous Peoples in Brazil

News

Fandango vira polêmica entre ambientalistas e Iphan na Jureia

20/02/2020

Autor: RACY, Sonia

Fonte: OESP, Caderno 2, p. C2



Fandango vira polêmica entre ambientalistas e Iphan na Jureia

Sonia Racy

20 de fevereiro de 2020 | 00h43

Tido como "a principal pérola ambiental do Estado", o chamado Mosaico da Jureia, no litoral sul de São Paulo, virou queda de braço entre ambientalistas e o Iphan. Na origem, um pedido feito pelo escritório paulista do instituto à Fundação Florestal para que autorize seu pessoal a entrar na área. Motivo? Avaliar se um importante patrimônio cultural, a dança conhecida como fandango caiçara, estaria ameaçado. O que exige várias visitas à região, que se estenderiam até abril.

Defensores atentos daquela área, como Fábio Feldmann, José Pedro de Oliveira Costa e Gláucia Savin, da OAB, estranharam o argumento. Têm na memória um episódio recente de invasão de área próxima que resultou num processo hoje em tramitação no MP na Baixada Santista. E temem que, de algum modo, a ação do Iphan "legitime a posse de pessoas que não estavam lá", segundo a advogada Savin.

Outro lado

Procurado, o Iphan, em Brasília, diz ter recebido pedidos de ajuda de moradores segundo os quais o fandango estaria ameaçado na região.

No momento, diz o instituto à coluna, existem apenas "tratativas com a Fundação Florestal para entender a situação". Avisam que a equipe técnica tem especialistas em arqueologia, antropologia e gestão ambiental. E garantem: seus estudos "ainda estão em andamento".

Outro lado 2

As explicações do Iphan não tranquilizam o pessoal do meio ambiente. "Por que estudar o fandango no Mosaico e não em Iguape?", pergunta Feldmann. "Preservar um bem desses não exige um lugar específico. Deixem o Rio Verde em paz", acrescenta a advogada da OAB.

OESP, 20/02/2020, Caderno 2, p. C2

https://cultura.estadao.com.br/blogs/direto-da-fonte/fandango-na-jureia-vira-polemica-entre-ambientalistas-e-iphan/
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source