Foto: Vincent Carelli, 1980

Tembé

  • Autodenominação
    Tenetehara
  • Onde estão Quantos são

    AM, PA1.502 (Funasa, 2010)
  • Família linguística
    Tupi-Guarani

Fontes de informação

  • ALONSO, Sara Arroyo. Os Tembé de Guamá : processo de construção da cultura e identidade Tembé. Rio de Janeiro : Museu Nacional-UFRJ, 1996. (Dissertação de Mestrado)

 

  • ARNAUD, Expedito. O direito indígena e a ocupação territorial : o caso dos índios Tembé do Alto Guamá (Pará). Rev. do Museu Paulista, São Paulo : USP, v. 28, n.s., p. 221-33, 1981/1982.

 

  • BOUDIN, Max. Dicionário de Tupi moderno (dialeto Tembé-Tenetehara do alto Rio Gurupi). São Paulo : Conselho Estadual de Artes e Ciências Humanas, 1978. 2 v.

 

  • DODT, Gustavo. Descrição dos rios Parnayba e Gurupi (1873). São Paulo : Companhia Ed. Nacional, 1939. 223 p. (Brasiliana, 88)

 

  • DUARTE, Fábio Bonfim. Análise gramatical das orações da língua Tembé. Brasília : UnB, 1997. (Dissertação de Mestrado)

--------. Construções de Gerúndio na língua Tembé. Rev. Liames, Campinas : Unicamp/IEL, n. 1, p. 77-90, 2001.

 

  • GALVÃO, Eduardo; WAGLEY, Charles. Os índios Tenetehara : uma cultura em transição. Rio de Janeiro : MEC, 1961. 237 p. (Vida Brasileira)

 

  • GOMES, Meécio Pereira. O índio na história : o povo Tenetehara em busca da liberdade. Petrópolis : Vozes, 2002. 632 p.

 

  • HURLEY, Jorge. Vocabulário Tupi-Português falado pelos Tembé dos rios Gurupi e Guamá no Pará. Rev. do Museu Paulista : USP, v. 17, p. 323-51, 1931.

 

  • LOPES, Raimundo. Os Tupis do Gurupy : ensaio comparativo. In: CONGRESO INTERNACIONAL DE AMERICANISTAS (25o.:1932: La Plata). Actas y trabajos científicos. v.1. Buenos Aires, 1934. p. 139-71.

 

  • METRAUX, Alfred. La civilization matérielle des tribus Tupi-Guarani. Paris : Librairie Orientaliste Paul Geuthner, 1928.

--------. Le migrations historiques des Tupi Guarani. Journal de la Société des Américanistes, Paris : Société des Américanistes, n. 19, p. 1-45, 1928.

 

  • NIMUENDAJÚ, Curt. Sagen der Tembé-indianer (Pará und Maranhão). Zeitschrigt für Ethnologie, Berlin, v. 47, p. 218-310, 1915.

Publicado também na Revista de Sociologia, São Paulo, n. 213, p. 174-82 e 271-82, 1951.

--------. Vocabulário da língua geral do Brasil nos dialectos dos Manajué do rio Ararandéu, Tembé do Acará pequeno e Turiwara do rio Acará Grande, Estado do Pará. Zeitschrigt für Ethnologie, Berlin, v. 46, p. 615-8, 1914.

 

  • PARÁ PIGMENTOS S.A. Diagnóstico etno-ambiental dos grupos Tembé e AIs Tembé, Ture-Mariquita e Urumateua de Tomé-Açu (PA) : relatório técnico. Vitória : Cepamar, 1995. 154 p.

 

  • PLOWDEN, James Campbell. The ecology, management and marketing of non-timber forest products in the Alto Rio Guama Indigenous Reserve (Eastern Brazilian Amazon). s.l. : Pennsylvania State University, 2001. 252 p. (Tese de Doutorado)

 

  • RICE, Frederic John Duval. O idioma Tembé (Tupi-Guarany). Journal de la Société des Américanistes, Paris : Société des Américanistes, n. 26, p. 109-80, 1934.

 

  • RODRIGUES, Edmilson. Comissão Especial de Estudos sobre os índios Tembé-Tenetehara da Reserva Indígena Alto Rio Guamá: Relatório Final. Belém : Assembléia Legislativa do Pará, 1994. 72 p.

 

  • RODRIGUES, J. Barbosa. Tribo dos Tembé : índole, casamento e morte. Rev. da Exposição de Antropologia Brasileira. Rio de Janeiro : Typ. Pinheiro, 1982. 160 p.

 

  • SALES, Noemia Pires. Pressão e resistência : os índios Tembe-Tenetehara do Alto Rio Guamá e a relação com o território. Belém : Unama, 1999. 89 p.

 

  • SNETHLAGE, Emilie. Worte und texte der Tembé-indianer. Rev. del Instituto de Etnologia de la Universidad Nacional de Tucuman, Tucuman : Universidad Nacional, n. 2, 1931/1932.