Notícias

Líderes indígenas apresentam demandas para a região de Tangará

18/06/2010

Autor: Luciane Mildenberger

Fonte: Repórter News (MT) - http://www.reporternews.com.br/



Lideranças indígenas da etnia Paresi, entre eles o vereador Genilson Kezomae, de Tangará da Serra, e o representante indígena, Pedro Kezowe, estiveram presentes no gabinete da Casa Civil durante o Governo Itinerante no município, nesta sexta-feira (18.06). Atendidos pelo secretário da pasta, Eder Moraes, eles solicitaram apoio do Governo do Estado nas áreas de educação, saúde e infraestrutura às aldeias indígenas da região.

O vereador elogiou a iniciativa do governador Silval Barbosa com a realização do Governo Itinerante, dizendo que é uma questão muito importante para democratizar o atendimento à população do interior de Mato Grosso. "É um ponto muito positivo, até para a população conhecer de perto quem são os administradores do Estado, que as vezes ficam quatro anos no poder e não vêm conhecer as bases", ressaltou Kezomae.

Em Mato Grosso habitam 42 povos indígenas, entre Caiapó, Paresi, Bakairi, Xavantes e Yalapiti. São cerca de 50 mil indígenas, sendo 35 mil aldeados. Pensando nisso, recentemente, a Casa Civil coordenou, por meio da Superintendência de Assuntos Indígenas, a implantação da Federação dos Povos e Organizações Indígenas no Estado de Mato Grosso. "Ao que me consta, é a primeira Federação nesses moldes instituída no Brasil, se tornado um marco histórico no País", lembrou Eder Moraes, ao destacar que a Federação nasceu com o objetivo de acabar com a perambulação indigenista, o que efetivamente humaniza e profissionaliza o atendimento aos interesses dos povos indígenas. A Federação está localizada numa casa doada pelo Estado e devidamente mobiliada na região do Coxipó, em Cuiabá.

http://www.reporternews.com.br/noticia.php?cod=287537
 

As notícias publicadas no site Povos Indígenas no Brasil são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos .Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.

Notícias relacionadas