Noticias

Cemig e Light fecham compra em Belo Monte

27/10/2011

Fonte: FSP, Mercado, p. B9



Cemig e Light fecham compra em Belo Monte
Empresas adquirem quase 10% do capital da empresa que constrói a hidrelétrica no PA

Leila Coimbra
Do Rio
Claudio Angelo
De Brasília
Luciana Coelho
De Washington

A Cemig e a Light anunciaram ontem a compra de uma participação de 9,77% do capital social da Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da usina de Belo Monte (PA), por R$ 118,69 milhões.
A aquisição será feita por meio da Amazônia Energia, controlada pelas duas elétricas. A Cemig conta com 74,5% do capital da empresa, enquanto a Light detém 25,5%. O valor se refere ao reembolso feito pelos vendedores, corrigido pelo índice de inflação IPCA até 26 de outubro.
As duas empresas estão adquirindo a participação de seis construtoras no projeto: Queiroz Galvão (2,51%), OAS (2,51%), Contern (1,25%), Cetenco (1,25%), Galvão Engenharia (1,25%) e J. Malucelli (1%).
Elas deixaram a sociedade para serem contratadas para fazer as obras civis do empreendimento.
O diretor relações com investidores da Cemig, Luiz Fernando Rolla, disse que a participação das empresas deve somar R$ 600 milhões em relação ao valor total do investimento previsto na usina, de R$ 25,8 bilhões. Esse dinheiro será desembolsado ao longo de seis anos, segundo ele.
O início das operações de Belo Monte está previsto para fevereiro de 2015, mas a usina só deve estar totalmente concluída em 2019. O prazo de concessão da hidrelétrica é de 35 anos.
Segundo o diretor da Cemig, o negócio trará 818 MW ao parque gerador da companhia, aumentando sua fatia de mercado no segmento de 7% para 8%. A Light vai ganhar 280 MW.

JUSTIÇA
A decisão do Tribunal Regional Federal sobre a legalidade da licença ambiental da usina foi adiada de novo.
A desembargadora Maria do Carmo Cardoso pediu vista do processo, após o voto do desembargador Fagundes de Deus favorável à obra.
Em Washington, outra mudança de agenda. A CIDH (Comissão Interamericana de Direitos Humanos) desmarcou a audiência sobre a construção da hidrelétrica.
O governo brasileiro se recusou a comparecer. No lugar da audiência, a CIDH receberá ONGs e indígenas.

FSP, 27/10/2011, Mercado, p. B9

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/me2710201123.htm
 

Las noticias publicadas en el sitio Povos Indígenas do Brasil (Pueblos Indígenas del Brasil) son investigadas en forma diaria a partir de fuentes diferentes y transcriptas tal cual se presentan en su canal de origen. El Instituto Socioambiental no se responsabiliza por las opiniones o errores publicados en esos textos. En el caso en el que Usted encuentre alguna inconsistencia en las noticias, por favor, póngase en contacto en forma directa con la fuente mencionada.

Noticisa relacionadas