News

Índios interditam a sede da Funasa de Parintins

24/11/2010

Fonte: A Crítica (AM) - http://acritica.uol.com.br/



Cerca de 20 índios das etnias hexkarina e sateré- mawé permanecem nas dependências da sede da Funasa.

Os índios que invadiram a sede da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em Parintins, cerca de 325 km de Manaus, informaram que a partir desta quarta-feira (24) o local permanecerá interditado para entrada de funcionários.

Cerca de 20 índios das etnias hexkarina e sateré- mawé permanecem nas dependências da sede da Funasa. As representações indígenas enviarão ainda nesta quarta-feira um relatório para a Funsa, em Brasília, informando a situação precária do município.

O grupo reclama da precariedade no serviço
de saúde nas aldeias, falta de medicamentos e do atraso de quatro meses de pagamento de salários dos agentes de saúde indígena. Além disso, ele pedem a saída imediata do coordenador do Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena (Dsei), recém transformado em Secretaria de Saúde Indígena (Sesai), Salomão Marialva e do presidente do Conselho Distrital Saúde Indígena ( Condisi), Nilton Macaxi.

De acordo com os indígenas a Casa de Saúde Indígena (Casai) necessita de reforma para melhor atender os doentes que chegam das aldeias, porque há meses o local está abandonado.

A sede da Funasa fica localizada na Avenida Nações Unidas, no Centro de Parintins. O local foi invadido, de maneira pacífica nesta terça-feira (23). Os indígenas garantem que a manifestação só irá encerrar quando as reivindicações foram atendidas. A reportagem tentou entrar em contato com a assessoria da Funasa, mas não obteve sucesso.

* Com informações de Jonas Santos

http://acritica.uol.com.br/manaus/Indios-interditam-sede-Funasa-Parintins_0_377962261.html
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source

Related news