News

Funasa distribui preservativos em aldeias em RO

14/02/2007

Fonte: Rondonia Notícias




A Coordenação Regional da Funasa de Rondônia (Core-RO) está distribuindo preservativos em 110 aldeias, onde habitam aproximadamente 8.300 índios, atendidas pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) de Porto Velho. A ação faz parte do Programa de Prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis/HIV e Hepatites Virais, que tem como objetivo conscientizar os indígenas sobre a importância do uso de preservativos.

Na primeira quinzena de fevereiro foram entregues 17.280 preservativos, em aldeias localizadas nos municípios de Porto velho, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Alta-Floresta, Jarú e Humaitá. Os índios cadastrados no programa de prevenção recebem mensalmente, 12 preservativos.

Segundo a Coordenadora do Programa no Dsei Michele Marques, a aceitação do uso de preservativo tem aumentado gradativamente na população indígena, por esse motivo, é de suma importância à continuidade das atividades de educação em saúde, na prevenção das doenças sexualmente transmissíveis.

A distribuição de preservativos aos povos indígenas é uma parceria entre a coordenação regional da Funasa e o governo do estado. O processo educativo e a entrega dos preservativos são realizados pelas equipes multiprofissionais (enfermeiros, técnicos de enfermagem, dentistas, agentes indígenas de saúde), que mensalmente prestam atendimento durante 20 dias nas próprias aldeias.

A Funasa atende atualmente

A Coordenação Regional da Funasa de Rondônia presta atendimento de saúde a uma população de 13.662 índios, distribuídos em 244 aldeias localizadas em Rondônia, no sul do Amazonas e no norte do Mato Grosso. A estrutura de atendimento é composta de dois Distritos Sanitário Especial Indígena (Porto Velho e Cacoal), nove Pólos Base (Alta Floresta, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Humaitá, Jaru, Cacoal, Vilhena, Juína e Aripuanã) e oito Casas de Apoio a Saúde do Índio (Cacoal, Vilhena, Aripuanã, Juína, Ji-Paraná, Guajará-Mirim, Porto Velho e Humaitá).
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source

Related news