Noticias

Língua indígena é preservada

31/08/2006

Fonte: Agência FAPESP



Apenas 23 pessoas. Esse é o número atual de falantes da língua indígena sakurabiat. Para contribuir para a revitalização da língua e tentar evitar o seu desaparecimento, o Museu Paraense Emílio Goeldi lança nesta sexta-feira (1º/9), em Belém, a coletânea bilíngüe Narrativas Tradicionais Sakurabiat Mayãp Ebõ.

A obra registra, em livro e CD-ROM, parte da cultura imaterial do povo sakurabiat, que habita a reserva Rio Mequéns, em Rondônia. Composta por 25 histórias que narram as principais lendas mitológicas dessa etnia, a publicação foi organizada, em parceria com vários membros da comunidade, pela pesquisadora Ana Vilacy Galucio, que desde 1994 se dedica ao estudo e registro da língua sakurabiat por meio do programa de documentação científica das línguas amazônicas desenvolvido pelo Museu Goeldi.

Com 276 páginas, o livro apresenta narrativas de cunho moral que retratam as principais crenças e concepção de mundo dos sakurabiat, além de dados lingüísticos e etnográficos sobre o grupo, também conhecido como mequéns.

O CD-ROM traz a narração oral e escrita das mesmas histórias, tanto em português como em sakurabiat, que pertence à família lingüística tupari, do tronco tupi. Segundo o Museu Goeldi, os recursos oriundos da comercialização do kit (livro e CD-ROM) serão revertidos para os sakurabiat.

De acordo com Ana Vilacy, o interesse pela documentação das narrativas tradicionais partiu dos próprios sakurabiat. Narradas pelos anciãos em sua língua de origem, as histórias foram transcritas para o sakurabiat e traduzidas para o português com a ajuda dos jovens e adultos da tribo. As crianças também colaboraram, desenhando as belas ilustrações do livro.

"Esse trabalho motivou toda a comunidade para a valorização da língua e da cultura do grupo", disse a pesquisadora do Museu Goeldi. A obra destaca-se ainda por utilizar uma ortografia cientificamente correta e aceita pelo grupo.

O lançamento das Narrativas Tradicionais Sakurabiat Mayãp Ebõ será às 16 horas, no prédio da Rocinha, localizado no Parque Zoobotânico do Museu Goeldi, na Av. Magalhães Barata, 376.

O evento contará com a presença de dois representantes do grupo indígena sakurabiat: a narradora Vicência Conceição Sakyrabiar e seu filho Manoel Ferreira Sakyrabiar, uma das lideranças da tribo e um dos principais colaboradores no trabalho de documentação da língua.

Durante o lançamento, a coletânea poderá ser adquirida pelo preço promocional de R$ 35. Depois, será comercializada na Livraria da Rocinha (tel.: 91–3259-5757), também localizada no Parque Zoobotânico do Goeldi, por R$ 40.

A publicação, que será utilizada na escola da aldeia e distribuída gratuitamente entre as famílias da reserva indígena, tem patrocínio da Petrobras e contou com o apoio do Ministério da Cultura e do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Mais informações: www.museu-goeldi.br
 

Las noticias publicadas en el sitio Povos Indígenas do Brasil (Pueblos Indígenas del Brasil) son investigadas en forma diaria a partir de fuentes diferentes y transcriptas tal cual se presentan en su canal de origen. El Instituto Socioambiental no se responsabiliza por las opiniones o errores publicados en esos textos. En el caso en el que Usted encuentre alguna inconsistencia en las noticias, por favor, póngase en contacto en forma directa con la fuente mencionada.

Noticisa relacionadas