News

Audiência pública com indígenas debate agricultura e pecuária

27/06/2012

Fonte: Assembléia Legislativa de Roraima - http://www.al.rr.gov.br



"Apesar do pouco incentivo, estamos produzindo e trabalhando muito". Esta foi a declaração unânime feita pelos representantes indígenas durante a audiência pública promovida pela Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) na manhã desta terça-feira, 26. Indíos wapixana, macuxi e yngarikos participaram do evento com o intuito de discutir e abordar, principalmente, os problemas vivenciados pelos índios, após a decisão do Supremo Tribunal Federal em demarcar as áreas contínuas na região da Raposa Serra do Sol. A homologação definitiva trouxe problemas diversos e já foram discutidos na ALE-RR, como desemprego, alto índice de violência e alcoolismo. Porém, a maior preocupação é o desenvolvimento na agricultura e pecuária e os programas de incentivos voltados à esses setores.

Conduzindo a audiência, o presidente da Casa, deputado Chico Guerra (PSDB) afirmou que não medirá esforços para alcançar o fim do impasse vivido pelas comunidades e que será interlocutor dos diálogos que se fizerem necessários.

"Estamos aqui para dar voz e vez ao povo indígena. Ouvimos os problemas que afligem e incomodam toda a comunidade. Nosso foco é discutir isso, pois nossa linha de pensamento é aproximá-los do Poder Legislativo. Aqui eles terão legitimidade para debater tudo isso para juntos encontrarmos a solução", garantiu Guerra ao destacar que a intenção da Casa é tornar oficial o evento, dentro do calendário de compromissos da ALE-RR, anualmente.

As lideranças tiveram 10 minutos, individualmente, para explanarem os problemas vividos nas comunidades. Sustentabilidade e etno-desenvolvimento são o caminho para fim do impasse, conforme explicou o coordenador do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Júlio Macuxi.

"Não há outra forma para solucionar nossos problemas. E estamos caminhando para esse fim. Os obstáculos são muitos, mas não vamos desanimar".

Ancelmo Filho, coordenador do Centro de Formação de Cultura da Raposa Serra do Sol complementou. "Nosso trabalho na agricultura e pecuária é promissor. Temos projetos relevantes nesse sentido e se tivermos incentivos dos governos, a perspectiva é progredir ainda mais", garantiu.

Além de autoridades das esferas municial e estadual, representantes do Conselho Indígena de Roraima (CIR), Conselho do Povo Indígena Yngarikó (Coping), Associação do Povo Indígena Wai-wai, Centro de Formação de Cultura Raposa Serra do Sol, Sociedade de Defesa dos Índios Unidos de Roraima (Sodiurr), Movimento das Mulheres Indígenas (Omirr), Organização dos Professores (Opirr) e Associação dos Produtores Maruwai também participaram do encontro.

Alunos da escola estadual indígena João Pessoa, do município de Uiramutã, fizeram uma intervenção cultural com a apresentação das danças parixara e tucui e a execução do hino Nacional Brasileiro na língua macuxi.



http://www.folhabv.com.br/noticia.php?id=131696
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source

Related news