News

Secretário da Sesai interrompe férias e assume ações emergenciais no Acre

22/01/2012

Fonte: Portal da Saúde - http://portal.saude.gov.br/



O secretário Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde (MS), Antônio Alves de Souza, desembarcou na madrugada deste domingo, 22, na cidade de Rio Branco (AC), para acompanhar de perto as ações emergenciais que estão sendo traçadas para conter um possível surto de Doença Diarréica Aguda (DDA) em algumas aldeias indígenas localizadas na região do município de Santa Rosa do Purus (AC).

Logo durante a manhã, o gestor responsável pelo gerenciamento do subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SasiSUS) esteve reunido com a secretária de Saúde do Estado do Acre, Suely de Souza Melo, e com o chefe do Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Purus (DSEI), Raimundo Costa, para definir estratégias de ação in loco e otimizar o apoio logístico disponibilizado pelo MS e Governo do Acre para o trabalho das equipes de saúde em campo.

Além do trabalho em campo, que está sendo pautado em investigações epidemiológicas e sanitárias, bem como em orientações preventivas às populações indígenas da região, outro aspecto estabelecido no plano emergencial concerne às ações assistenciais para população acometida pela DDA. Entre essas ações está a definição de centros de retaguarda que deverão servir de referência para pacientes encaminhados das aldeias e o deslocamento de equipes de saúde para fazer o atendimento no próprio local.

"Este é um plano estratégico emergencial, mas que podemos efetivá-lo como ações permanentes na região", salienta Antônio Alves. De acordo com ele, todo esforço neste momento deve ser concentrado para que se evitem mais mortes pelo mesmo diagnóstico, que até o momento já somam 12 entre crianças com menos de dois anos de idade.


Estratégias

Entre as ações pactuadas pelo Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria de Saúde do Estado do Acre para conter novos casos de DDA destacam-se estratégias para reidratação imediata das crianças por meio de soro via oral; a distribuição de cerca de 150 filtros de barro para consumo de água às famílias das aldeias com incidência da doença. Estes filtros serão priorizados para famílias que contêm crianças com até quatro anos de idade.

Completam a lista de insumos emergenciais a distribuição de hipoclorito às mães para o tratamento da água; a disponibilização de suplemento alimentar para combater os casos de desnutrição infantil nas aldeias; aquisição de cestas básicas de alimentação e administração de vitamina "A" para crianças. "A vitamina A é importante porque aumenta a capacidade da criança de resistir a infecções, sobretudo a diarréia", explica a secretária de Saúde do Estado do Acre, Suely de Souza.


Trabalho de campo

As ações para conter o surgimento de novos casos de DDA passaram a ser intensificadas pelas equipes multidisciplinares do DSEI desde que o primeiro caso suspeito foi notificado, no dia 15 de dezembro. "De lá para cá, praticamente triplicamos a capacidade instalada na região, com visitas constantes das equipes médicas às aldeias que manifestaram casos", ressalta Raimundo Costa, reforçando que as remoções de pacientes das aldeias até o município de Santa, realizadas por barco, e de Santa Rosa do Purus até a capital de Rio Branco, realizadas em vôos fretados estão sendo garantidas pelo Distrito.

Na última quinta-feira, 20, uma equipe enviada pelo Ministério da Saúde desembarcou em Rio Branco para dar início às investigações dos óbitos e de todos os casos notificados pela Secretaria de Saúde de Santa Rosa do Purus. Esta equipe, composta de sete profissionais, somou-se aos técnicos do DSEI que já trabalham em campo, num total de seis profissionais, e mais dois técnicos da Secretaria de Saúde do Acre, compondo no total 15 profissionais.

Números

O Ministério da Saúde contabilizou cerca de 186 casos notificados por DDA na região, dos quais 12 vieram a óbito. Os principais sintomas manifestados em todos os casos são diarréia, desidratação e febre.

Até o momento, quatro crianças encontram-se internadas no Hospital da Criança (AC) com quadro de DDA. Elas são das aldeias que fazem parte do município de Santa Rosa do Purus e são da etnia Kaxinawá.


Visita a Casai

O secretário Antônio Alves aproveitou a chegada a Rio Branco para conferir pessoalmente as condições de saúde das crianças que se encontram em recuperação na Casa de Saúde do Índio (Casai) e visitou os demais pacientes. Ele ainda conversou com profissionais da Casai. Amanhã logo cedo, está prevista a visita do secretário às crianças internadas no Hospital da Criança do Acre e uma reunião para apresentação do plano emergencial às lideranças indígenas do Alto Purus.



http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/visualizar_texto.cfm?idtxt=38995
 

The news items published by the Indigenous Peoples in Brazil site are researched daily from a variety of media outlets and transcribed as presented by their original source. ISA is not responsible for the opinios expressed or errors contained in these texts. Please report any errors in the news items directly to the source

Related news