Notícias

Monografia sobre indio recebe nota máxima

19/06/2001

Fonte: A Folha- Boa Vista- RR



"Em nome da terra - semiótica, índio e mídia em Roraima" foi o tema da monografia do acadêmico de Comunicação Social da UFRR, Maurício Zouein, apresentada ontem no Aipana Hotel, que abordou o tratamento que a imprensa roraimense dá à palavra índio nos títulos e manchetes de jornais impressos locais. Ao final da apresentação, a banca examinadora, formada pelo orientador da monografia, professor Carlos Cirino, do curso de Antropologia da UFRR, e pelos professores Gorete Leite (mestra) e Alexandre Borges (mestrando), ambos da Comunicação Social, avaliou Zouein com a nota máxima, 10 pontos. Através de informações em telão, formatadas em programa Power Point, o acadêmico discorreu sobre o tema, sempre relacionando, em função da semiótica, o tratamento dado à palavra índio na mídia local. Zouein não discutiu os conflitos de terras, tão comuns nos últimos anos. Sua tese baseou-se no fato de que tudo o que se refere ao índio acaba passando por uma série de interferências externas, quer seja de ONGs que falem por eles ou mesmo pelos conceitos já existentes no repórter que apura a matéria e no editor que faz o título ou manchete. Como suporte à apresentação, ele usou o vídeo "Em nome da terra", um registro histórico da vida do índio e do colonizador, no período de 1635 até 1911. Feito com tecnologia digital (som e imagem), é parte de um projeto maior, que terá continuidade com o período de 1911 a 1960. Cerca de 600 fotos também compõem o acervo do trabalho. Ao finalizar a apresentação, Maurício Zouein lembrou que recebeu ajuda de colegas, amigos, professores e alguns patrocinadores, entre eles o SESI. Encerrados os trabalhos, o professor Cirino convidou Zouein a repetir a apresentação para os alunos de Antropologia e de História de UFRR, convite prontamente aceito pelo formando
 

As notícias publicadas no site Povos Indígenas no Brasil são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos .Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.